Gerenciamento Autônomo de Sistemas de Monitoramento
Móvel e Processamento de Fluxo de Dados em Larga Escala


Resumo

Os setores público e privado têm investido de forma crescente em sistemas monitoramento móvel, tais como: Transporte e Tráfego para Smart Cities, Gerenciamento de Frotas e Resposta à Emergências. Esses sistemas têm como requisitos em comum o monitoramento e processamento de grandes quantidades de dados produzidos por milhares de nodos móveis, os quais podem ser veículos, pessoas ou qualquer objeto inteligente com sensores embarcados. A descoberta de informações relevantes sobre o sistema móvel monitorado requer a execução de análises complexas e funções de correlação sobre o fluxo de dados – em tempo real – que precisa ser realizada por uma infraestrutura computacional com alta disponibilidade e desempenho, tais como clusters ou clouds. Apesar disso, os atuais sistemas de monitoramento móvel não apresentam características essenciais para o suporte a larga escala de usuários e grandes quantidades de dados. Em particular, a implantação de operações 24/7 da infraestrutura de processamento confronta com dois desafios: (i) lidar com grande e variável quantidade de dispositivos móveis monitorados, e (ii) se adaptar dinamicamente a variações no volume de dados produzidos. Poucas soluções agregam capacidades adaptativas à sistemas de processamento de fluxo de dados, dificultando o gerenciamento de grandes infraestruturas computacionais. A falta de autonomia no gerenciamento de sistemas requer grande intervenção humana, o que implica em elevado custo na contratação de profissionais especializados em gerenciamento 24 horas. Além disso, nem sempre o tempo da reação humana é eficaz, principalmente quando muitas variáveis devem ser consideradas na tomada de decisão. Portanto, desenvolver sistemas capazes de se autogerenciar de forma eficiente constitui grande desafio. Nesse contexto, o objetivo deste projeto é desenvolver um arcabouço que facilite a implementação de mecanismos autônomos de gerenciamento para sistemas de monitoramento móvel e processamento de fluxo de dados em larga escala. Esse arcabouço será integrado ao SDDL, um middleware de comunicação que permite adicionar novas máquinas na infraestrutura computacional dinamicamente para distribuir a carga de processamento.

Berto de Tácio Pereira Gomes - UFMA e IFMA (Coordenador)
 
Francisco José da Silva e Silva - UFMA
Christiane Ferreira Lemos - IFMA
Ariel Soares Teles - UFMA e IFMA

Gedson Rios Lopes - UFMA

Financiamento: FAPEMA, processo APP-UNIVERSAL-00635/13